Artigos‎ > ‎Windows‎ > ‎

Console Recuperação Windows XP



Link: http://support.microsoft.com/kb/314058/

Como adicionar o Console de Recuperação do Windows como uma opção de inicialização

Se o seu computador inicia o Windows, é possível adicionar o Console de Recuperação do Windows XP como uma opção de inicialização do ambiente do Windows. Para instalar o Console de Recuperação como uma opção de inicialização, siga estas etapas:
  1. Com o Windows em execução, insira o CD do Windows na unidade de CD.
  2. Clique em Iniciar e em Executar.
  3. Digite os seguintes comandos (onde X: é a letra da Unidade de CD) e pressione ENTER no teclado.
    X:\i386\winnt32.exe /cmdcons
    Observação Há um espaço antes de /cmdcons.
  4. Clique em OK e siga as instruções para concluir a Instalação.

    Observação Isso adiciona o Console de Recuperação do Windows à pasta de Inicialização do Windows.
  5. Reinicie o computador e selecione a opção Console de Recuperação na lista de sistemas operacionais disponíveis.

Comandos Úteis:

CHKDSK

chkdsk drive /p /r
O comando chkdsk verifica a unidade especificada e repara ou recupera a unidade se necessário. O comando também marca qualquer setor defeituoso e recupera informação legível.

É possível usar as seguintes opções:
/p Realiza uma verificação completa da unidade e corrige qualquer erro.
/r Localiza setores defeituosos e recupera informações legíveis.
Observação Caso seja especificada a opção /r, a opção /p é implícita. Ao especificar o comando chkdsk sem argumentos, o comando verifica a unidade atual sem nenhuma opção.

Ao executar o comando chkdsk, é necessário usar o arquivo Autochk.exe. O CHKDSK localiza automaticamente este arquivo na pasta de inicialização. Se o Console de comando foi instalado previamente, a pasta de inicialização é normalmente a pasta Cmdcons. Se o CHKDSK não consegue localizar o arquivo Autochk.exe na pasta de inicialização, ele tenta localizar o disco de instalação do Windows. Se ele não consegue encontrar a mídia de instalação, o CHKDSK solicita que você indique a localização do arquivo Autochk.exe.

BOOTCFG

Use esse comando para recuperação e configuração da inicialização. Este comando tem as seguintes opções:
bootcfg /add
bootcfg /rebuild
bootcfg /scan
bootcfg /list
bootcfg /disableredirect
bootcfg /redirect [portbaudrate] | [useBiosSettings]
Exemplos:
bootcfg /redirect com1 115200
bootcfg /redirect useBiosSettings
É possível usar as seguintes opções:
/add Adiciona uma instalação do Windows à lista do menu de inicialização.
/rebuild Percorre todas as instalações do Windows para que você possa especificar as instalações a serem adicionadas.
/scan Verifica todos os discos procurando por instalações do Windows e exibe os resultados para que você possa especificar as instalações a serem adicionadas.
/default Define a entrada de inicialização padrão.
/list Lista as entradas já presentes na lista do menu de inicialização.
/disableredirect Desabilita o redirecionamento no carregador de inicialização.
/redirect Habilita o redirecionamento no carregador de inicialização com a configuração especificada.

DISKPART

diskpart /add/deletedevice_name drive_name partition_name size
Use esse comando para gerenciar as partições nos seus volumes de disco rígido. É possível usar as seguintes opções:
/add Cria uma nova partição.
/delete Exclui uma partição existente.
device_name O nome do dispositivo usado para criar a nova partição.
drive_name A letra de um nome de unidade, por exemplo D:.
partition_name O nome da partição para excluir uma partição existente.
size O tamanho da nova partição em megabytes.
É possível determinar o nome do dispositivo a partir da saída do comando MAP, por exemplo, \Device\HardDisk0. É possível usar o nome da partição em vez do argumento de nome da unidade, por exemplo, \Device\HardDisk0\Partition1. Caso não use argumentos, uma interface de usuário para gerenciar suas partições aparecerá.

Aviso Se você usar este comando em um disco com uma configuração de disco dinâmico, poderá danificar a tabela de partição. Não modifique a estrutura de discos dinâmicos a menos que esteja usando uma ferramenta de Gerenciamento de Disco.

FIXBOOT

fixboot drive name:
Use esse comando para gravar o novo código do setor de inicialização do Windows na partição do sistema. Na sintaxe do comando, drive name é a letra da unidade onde o setor de inicialização será gravado. Esse comando corrige danos no setor de inicialização do Windows. Esse comando substitui a definição padrão, que grava na partição de inicialização do sistema. O comando fixboot é suportado somente em computadores com base em x86.

FIXMBR

fixmbr device name
Use esse comando para reparar o MBR da partição de inicialização. Na sintaxe do comando, device name é um nome opcional de dispositivo que especifica o dispositivo que necessita de um novo MBR. Use esse comando se um vírus danificou o MBR e o Windows não pode ser iniciado.

Aviso Esse comando pode danificar sua tabela de partição se um vírus estiver presente ou se existir um problema de hardware. Se usar esse comando, você deve criar partições inacessíveis. Recomendamos que você execute um software de antivírus antes de usar esse comando.

É possível obter o nome do dispositivo a partir da saída do comando map. Caso não seja especificado um nome de dispositivo, o MBR do dispositivo de inicialização será reparado, por exemplo,
fixmbr \device\harddisk2
Se o comando fixmbr detecta uma assinatura de tabela de partição inválida ou fora do padrão, o comando fixmbr solicita permissão antes de reescrever o MBR. O comando fixmbr é suportado somente em computadores com base em x86.

FORMAT

format drive: /Q /FS:file-system
Use esse comando para formatar a unidade especificada para o sistema de arquivos especificado. Na sintaxe do comando, /Q realiza uma formatação rápida da unidade, drive é a letra da unidade da partição a ser formatada e /FS:file-system especifica o tipo de sistema de arquivos a ser usado, como FAT, FAT32 ou NTFS. Caso um sistema de arquivos não seja especificado, o formato do sistema de arquivos existente será usado se estiver disponível.



Comments